Icono de teléfono Atenção ao cliente +351 212 696 338

Quirón Salud

Doa os teus óvulos

Torna-te dadora de óvulos

A IERA Lisboa realiza doação de óvulos. Estamos empenhados tanto realização de tratamentos a casais recetores, como na recolha de óvulos em mulheres dadoras. De seguida, disponibilizamos informação relacionada com o processo de doação.

 

Aproximadamente 20% dos casais apresentam problemas de infertilidade. A faixa etária ideal para ter filhos é entre os 20 e os 30 anos, no entanto, actualmente, e devido aos métodos contaceptivos a mulher pode decidir quando quer ter filhos.

 

Em sociedades avançadas e desenvolvidas como a nossa, o projeto de parentalidade é adiado em detrimento de uma maior estabilidade profissional e pessoal. Ao adiar uma gravidez diminui-se a probabilidade da mesma pelo aumento da idade.

 

O que são os óvulos?

Os óvulos ou ovócitos são as células reprodutoras femininas. Em cada ciclo menstrual um óvulo maduro é libertado do ovário através da ovulação e poderá ser fecundado por um espermatozóide, dando origem a um embrião.  Muitas mulheres não conseguem engravidar porque não têm óvulos viáveis, quer seja pela idade avançada, pelo seu perfil individual ou por terem sofrido alguma doença grave que os afectou.

Apesar da evolução da Medicina da Reprodução nos últimos anos ainda não foi desenvolvido nenhum tratamento para impedir o envelhecimento dos óvulos.

 

Quem pode doar óvulos?

Pode ser dadora de óvulos qualquer mulher que tenha entre 18 e 34 anos, uma forte motivação em ajudar o próximo, bem como todos os requisitos necessários para submeter-se ao tratamento.

 

As mulheres que não têm óvulos viáveis podem conseguir ser mães?

Sim, mas necessitam que outra mulher dôe os seus óvulos. Os óvulos doados são fertilizados in vitro com sémen do casal receptor ou doado, se fôr o caso.

Passados dois ou três dias, os embriões obtidos pelo processo de fertilização in vitro são transferidos para o útero da mulher receptora.

 

Que passos devem ser seguidos para Doar Óvulos?

Podemos resumir o percurso da dadora nos seguintes passos:

- Entrevista com a dadora em que se explica detalhadamente o procedimento. Posteriormente são realizados aguns testes para descartar a existência de alguma patologia incompatível com a doação e que incluem: uma consulta detalhada para avaliar a história clínica pessoal, o estudo ginecológico, uma ecografia e análises de sangue.

- O tratamento hormonal é realizado por injecções subcutâneas entre 10 a 15 dias. Durante este periodo a dadora será seguida de perto pela nossa equipa de enfermagem, para que se sinta sempre acompanhada.

- No dia da recolha de óvulos recomenda-se o repouso.

 

O que deve saber a dadora?

- A doação de óvulos é voluntária. A dadora não conhece a identidade da receptora nem tem qualquer direito ou responsabilidade sobre a possível descendência dos receptores.

- Por lei, a doação de óvulos deve ser um processo voluntário de carácter benévolo em que as dadoras recebem uma compensação económica relativa a qualquer transtorno que todo o procedimento possa causar.

- Os tratamentos realizados para a doação de óvulos não alteram os ciclos menstruais posteriores nem diminuem a capacidade reprodutiva da dadora para uma futura gravidez.

- A dadora pode fazer até três ciclos de doação com pelo menos 6 meses de intervalo entre cada um.

 

Lei portuguesa: nº3 do Artigo 22 da Lei 12/2009, de 26 de Março e no Despacho nº3192/2017 publicado no Diário da República, 2ª série - Nº75, 17 de Abril de 2017.

 

Caso esteja interessada em ser dadora de óvulos pode contactar-nos através do +351 212 696 338 para que  possa ser informada de todos os detalhes pelo pessoal especializado do Centro.